Páginas

domingo, 23 de dezembro de 2012

O Caráter do Servo


Como podemos definir o caráter de um servo útil, bom e fiel? Em certa ocasião, o Senhor Jesus ensinou assim:
“Assim também vós, depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer.” – Lucas 17.10
O servo é considerado inútil mesmo que faça aquilo que lhe é ordenado; já o servo útil é aquele que, além de fazer o que lhe foi confiado, aplica-se com amor e dedicação, de sorte que coloca toda a sua força e a sua vida ao serviço do Senhor.
Na parábola dos talentos (Mateus 25:14-30), o Senhor Jesus considerou bons e úteis os dois primeiros servos, que saíram imediatamente a negociar o que lhes havia sido confiado e, algum tempo depois, prestaram contas, dizendo:
“Eis aqui outros cinco talentos que ganhei.” – Mateus 25.20
Ora, devido  a esse comportamento, foram elogiados

pelo Senhor e considerados servos bons e fiéis. Devemos entender que o servo bom é aquele que manifesta um caráter idêntico ao do Senhor. Muitas vezes, o servo demonstra fidelidade na sua vida e pensa que isso já é o bastante. Alguns apresentam uma fidelidade tão marcante e tão forte que chegam a pensar que seus deslizes de condutas são justificados. Muitos até têm usado erroneamente a interpretação da palavra de Tiago quando disse:
“Meus irmãos, se algum entre vós se desviar da verdade, e alguém o converter, sabei que aquele que converte o pecador do seu caminho errado salvará da morte a alma dele e cobrirá multidão de pecados.” – Tiago 5: 19-20
Essa multidão de pecados que são cobertos é do pecado
r que se converte, e não daquele que o converteu! Se fosse o contrário, não haveria justificação pela fé e sim pela obra, a de salvar os outros. Veja o que o Senhor ensina:
” Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.” – Mateus 7:21-23
Esse era aparentemente, um servo fiel, pois havia profetizado, expelido demônios e feito milagres, mas o Senhor lhe diz: “Apartai-vos de mim, porque nunca vos conheci!”
Resumindo, não basta ser fiel, pois é preciso também ter o caráter de Cristo.
Na fé…
Pr. Gustavo

(Texto extraído do livro “O Senhor e o Servo” Bispo Macedo)

2 comentários:

Daniel disse...

Nobre!!!
Pode até ser bom para o homem mas se não o for para DEUS de nada vale né!!!

Deus o abençoe homem fica com DEUS!!!

Renata Carolina disse...

Muito forte !!!!!