Páginas

terça-feira, 19 de abril de 2011

Os dois tipos de paz


Quando o Senhor Jesus estava preparando os Seus discípulos para a missão, embora enfrentando toda a sorte de perseguições e problemas, ainda assim, teve capacidade de manter a serenidade e passar a Sua paz para eles, quando disse: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” (João 14.27).
Ora, nessas palavras podemos perceber claramente os dois tipos de paz que existem: a paz que vem do Senhor e a que vem do mundo. A primeira atinge o íntimo do homem, enquanto a paz que vem do mundo alcança apenas o nosso exterior.
É interessante observar que tudo o que atinge o nosso interior é durável e permanente, pois cria dentro de nós um mundo totalmente particular e independente. Isso é maravilhoso, porque não ficamos na dependência de terceiros para que possamos atingir, no caso, a paz real.
No entanto, ao sermos atingidos no nosso exterior, ou seja, quando as coisas são apenas superficiais, não há consistência, como é o caso da paz que este mundo oferece. Esta paz está subordinada ao semelhante que, por conseguinte, também está na dependência de outrem...
Com Jesus mesmo em meio à guerra temos paz, pense nisso
Na fé...
Pr. Gustavo