Páginas

domingo, 2 de janeiro de 2011

Orgulhoso? Eu?

  

   Como é difícil ouvir quando estamos errados, ninguém se agrada em ser chamado a atenção, mas felizmente precisamos ser corrigidos para que o nosso caráter seja construído segundo o de Deus, se somos servos estaremos sujeitos a falhas e correções, o Pai só exorta ao filho que ama, da mesma forma é Deus conosco, só que Ele usa pessoas só para ver qual será a nossa reação, muitas pessoas que atendemos pensam que quando falamos queremos ser mais do que ela, mas na verdade não é bem assim, nós que servimos a Deus, sabemos que nem todos acham que estamos falando para o bem delas, mas o que podemos fazer?
   Enquanto ela não quebrar o orgulho e ver que precisa mudar, nada vai adiantar.  

"Quem fala por si mesmo está procurando a sua glória; mas o que procura a glória de quem o enviou, esse é verdadeiro, e nele não há injustiça." (Jo 7:18)

Quando entregamos a nossa vida no altar já não falamos mais por nós, não existe intenção de glória, mas aquele que não entregou realmente não tem o que passar, são só palavras vazias querendo passar ser alguém que na verdade não é com intenção de glória, ser reconhecido.
   Não me importo se a pessoa hoje não reconhece o que eu fiz por ela, conheço muitos homens e mulheres de Deus hoje que ajudei na formação do caráter de Deus e que hoje não lembram mais das coisas que aconselhei, infelizmente esqueceu, mas o importante é que Deus viu, há pessoas que nem imagina que oro por elas todos os dias, mas não preciso falar, pois é para Deus que eu oro. Quando o servo de Deus fala, só reconhece que é Deus quem faz a Sua vontade. 


"Se alguém quiser fazer a vontade dele, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se eu falo por mim mesmo." (Jo 7:17) 

Nenhum comentário: